Trabalhando com o que gosta, com o que ama.

trabalhando com o que gosta com o que ama

Quais sentimentos você sente quando faz o que gosta?

Acredito que bons sentimentos. Então, trabalhar com o que gosta não é diferente. Dá aquela sensação de liberdade e um prazer diferente para ver um job concluído. Porém, essa liberdade no trabalho vai muito além de ter um bom local de trabalho, receber um bom salário ou fazer seu horário, ela também significa escolher o que você faz e saber porque você faz isso. Alguns autores dizem que o poder de decisão e a capacidade de controlar seu tempo e suas ações é a base para o que chamamos de felicidade profissional.

Todo mundo já teve que enfrentar aqueles dias que passamos horas e horas na frente da tela do notebook e não conseguimos fazer nada de novo, absolutamente nada. Na maioria das vezes, isso ocorre pelo simples fato da faltar à vontade de trabalhar. Faltou aquele tesão pelo job. Perceba que quando você está num projeto executando a função que você mais gosta, até o levantar da cama é diferente. Tudo fica mais fácil e prático e as horas na frente do computador rendem em dobro. Afinal, é o que você escolheu para fazer da vida e vai querer mostrar pra todo mundo da melhor forma possível os resultados da sua conquista.

Trabalhando com o que gosta, reclamar e se incomodar por estar fazendo coisas nada a ver não farão mais parte da sua vida, você nunca mais se preocupará com isso. O que por si só já é um grande alívio, principalmente para sua saúde. Adeus estresses desnecessários. A inspiração flui de maneira natural, você ficará mais feliz, sem preocupações, executando tudo o que você escolheu fazer da vida, fazendo tudo o que sonhou.

Se você tem dúvidas sobre o que gosta de fazer ou com o que quer ser feliz trabalhando, vou te dar uma mãozinha:

Primeiro, faça uma lista de tudo aquilo que te dá prazer. Tudo mesmo, seja na sua vida fora ou dentro do escritório. Em seguida, retire dessa lista coisas que não tem nada a ver com a vida profissional. Agora restaram os itens que você analisará e verá o que é possível fazer com eles no seu ambiente profissional.

Olhe para suas paixões de diversos ângulos, gaste tempo coletando ideias. Olhe com várias perspectivas: de um comprador, de audiência, do usuário final, de uma criança… Muitas pessoas não fazem o que gostam por simplesmente não acreditarem em si e por terem medo de tentar. Pensam que não são bons ou que cometerão muitos erros. Ou simplesmente acharem que não estão prontos. Mas digo que o caminho para o sucesso e para trabalhar com o que gosta está em tentar. Erros acontecem todos os dias com os maiores profissionais e eles não deixarão de acontecer. Cabem a cada um enfrenta-los e descobrirem uma forma de superá-los e prosseguir.

Deixar um comentário