Como usar as redes sociais a favor do seu estabelecimento no ramo de comidas?

  • Home
  • Artigos
  • Como usar as redes sociais a favor do seu estabelecimento no ramo de comidas?

Vez ou outra recebe algumas perguntas sobre o mercado de bares e restaurante atualmente no Brasil, e pensando nesse assunto decidi fazer algumas pesquisas e falar um pouco nesse post.

Inicialmente me lembro de uma matéria que li no site O GLOBO, onde ele fala que “Após 11 anos de crescimento, comércio fecha 2015 com queda de 4,3% (Frente a dezembro de 2014, recuo foi de 7,1%, segundo o IBGE).

Em outro site no Diário do comércio ele postou – “Setor de alimentos teve queda de vendas em 2015”, O recuo nas vendas do varejo foi de 7,8% em novembro, segundo o IBGE. Alencar Burti, presidente da ACSP e da Facesp diz que a previsão é de continuidade de queda por causa do aumento de impostos.

O setor de alimentos foi determinante para que as vendas do comércio varejista do país fechassem novembro de 2015 com queda de 7,8% na comparação de novembro de 2014.

É a oitava retratação consecutiva e a maior na série sem ajuste sazonal nos últimos 12 anos desde o recuo de março de 2003.

Essas 2 matérias sevem para mostrar como o mercado vinha caindo de acordo com a crise bruscamente. Temos na cabeça que em 2015, 2016 o mercado foi esmagado pela crise. Em 2017 quem sobreviveu sentiu na pele o aumento de juros e a falta de fluxo de caixa, mas o aprendizado está fazendo toda a diferença para agora em 2018 já que as promessas são positivas para o aumento de vendas.

No dia 19/12/2017 no Jornal O POVO aqui no Ceará, foi abordado que “Bares e restaurantes devem crescer 4,5% no Brasil”, neste ano o setor estima aumento de 2,5 nas vendas em nossa região, após ter sido afetado pela crise econômica.

Na matéria ele fala que após a crise as vendas do setor de bares e restaurante no Brasil devem crescer quase o dobro de 2017 em 2018.

Essa expectativa é do presidente-executivo da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Paulo Solmucci. Conta que, só cerda de 28% das empresas declaram que estão operando com prejuízo. Vale lembrar que no pico da crise era de 39% esse percentual no Brasil.

Para ele, 2018 vai ser histórico para o setor porque, além da retomada do crescimento, foram envolvidos problemas como o da gorjeta, que causava insegurança no setor.

Destaca que também será intermitente, regulamentado pela nova legislação trabalhista.

Solmucci ressalta, ainda, o impacto cada vez maior da tecnologia.

Segundo ele, os aplicativos favorecem as entregas. Hoje 40% das empresas do setor no Brasil têm alguma atividade de delivery.

No Brasil, estima-se que existam em torno de 1 milhão de negócios, considerando bares, restaurantes, lanchonetes e etc. desses, cerca de 650 mil ainda são informais.

Com base na afirmativa de crescimento encontrei uma matéria que é praticamente a minha teoria que as redes sociais ajudariam muito a crescer o mercado.

Na data de 17/04/2018 saiu o post – “Restaurante aumenta vendas ao mostrar a preparação dos pratos nas redes sociais”.

As redes sociais consomem uma grande parte da nossa rotina. É por elas que nos comunicamos com outras pessoas, sabemos as novidades dos amigos e até acompanhamos as principais notícias do mundo. Os negócios não estão fora desse meio.

O empresário Fabio Lago conta que o negócio foi criado em 2014. Ele já atuava como sócio em um restaurante self-service, até que resolveu que era a hora de tentar algo novo.

“Resolvi mudar o foco porque percebi que já tinha muita gente trabalhando da mesma maneira. Estávamos brigando pela mesma fatia de mercado e não havia público o suficiente para isso”, afirma Lago.

Então Fabio decidiu criar um restaurante à la carte, com inspiração em sua família italiana. O nome La Nonna Di Lucca foi uma homenagem à avó do seu pai, que morava em Lucca, na Itália.

“Queríamos que o negócio tivesse esse lado familiar que fizesse os clientes se sentirem bem”. O restaurante foi inaugurado no bairro de Moema, em São Paulo.

Mas o negócio só começou a decolar quando ele decidiu usar as redes sociais ao seu favor. O empresário criou uma receita implementando a técnica de flambagem, que o prato é preparado no salão na frente dos clientes e tornou-se uma atração.

Com o uso das redes sociais o seu restaurante começou a faturar mais, para ter noção esse prato especial que ele criou é responsável por 80% das vendas do estabelecimento.

O negócio continua crescendo tanto que surgiu a necessidade de uma nova unidade, que está prevista para abrir agora em maio, em Pinheiro, também em São Paulo.

Com base em todos esses fatos eu gostaria de despertar uma pergunta para você e seu negócio:

Hoje seu bar, restaurante, pizzaria, seu negócio no ramo de alimentos, têm um bom posicionamento nas redes sociais?

Vamos conversar um pouco, e ver como são grandes as possibilidades para começar a faturar mais de 80% do que fatura hoje usando as redes sociais ao seu favor.

Deixar um comentário