10 segredos para um home office incrivelmente produtivo

Trabalhar em casa pode ser muito mais produtivo do que no escritório. Especialmente se você aplicar estes macetes

1. Eficiência nas alturas

size_960_16_9_trabalho1

 

São Paulo – Visto por muito tempo como um modelo de trabalho incompatível com a produtividade, o home office ganha cada vez mais adeptos e entusiastas no Brasil. A razão é, antes de tudo, econômica. Para muitos empregadores, ter funcionários trabalhando de casa significa cortar gastos com a manutenção de um espaço físico para os funcionários, com água, luz, energia e outros custos. A chance de poupar recursos tem se mostrado ainda mais atrativa diante da crise. Para os funcionários, a modalidade também significa economia com gasolina, estacionamento e até roupas – para não falar no evidente ganho de qualidade de vida e flexibilidade na rotina. Apesar disso, o tema ainda está cercado de preconceitos e resistências, afirma André Brik, especialista em trabalho remoto e criador do site Go Home. “Existe uma ideia conservadora de que é preciso ir para o escritório todo dia pela manhã, com a sua maleta, para ser um profissional digno e sério”, explica ele. “Quem faz isso de casa muitas vezes é visto com desconfiança por chefes, familiares e amigos”

Para profissional, esse ranço cultural também pode gerar um certo mal-estar. Segundo Brik, algumas pessoas se sentem inseguras ao trabalhar de casa, com a sensação de estarem fazendo alguma coisa errada. “Eu mesmo demorei muitos anos para me livrar de uma certa culpa por poder ir ao supermercado numa segunda-feira à tarde, por exemplo”, diz o publicitário, que trabalha em casa desde 2003. Apesar da persistência de alguns preconceitos, o home office tem sido visto cada vez mais como uma alternativa produtiva para empresas e funcionários. “O seu dia rende muito mais, porque você se poupa do tempo perdido no trânsito, do estresse e mesmo das interrupções a que sempre está sujeito no escritório”, resume Cleo Carneiro, vice-presidente da Sobratt (Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades). Quer levar o desempenho do seu home office às alturas? Clique nas imagens e confira 10 segredos para dias de trabalho incrivelmente produtivos em casa.

2. 1. Crie rituais para simbolizar o início e o fim do expediente

size_960_16_9_ampulheta

 

Pessoas que trabalham em escritórios têm muito mais facilidade para começar e encerrar o trabalho do que as adeptas do home office. Afinal, a chegada e a saída dos colegas, assim como o próprio deslocamento até o prédio da empresa, ajudam a delimitar o horário do expediente. Em casa, o profissional não conta com os mesmos parâmetros ou marcos temporais. Por isso, o conselho do consultor em home office André Brik é criar certos rituais para iniciar e terminar o dia. “Você pode decidir que o marco simbólico para começar o trabalho, por exemplo, é encher a sua garrafa d´água, e que o ritual para encerrar o expediente é sair para fazer uma caminhada”, explica. “Respeitar esses pequenos rituais ajuda muito a ter um home office organizado e produtivo”.

3. 2. Tenha um canal de comunicação eficiente com a sua empresa

size_960_16_9_e-mail1

 

Para que o home office funcione, é crucial não se isolar do resto da equipe, diz Cleo Carneiro, vice-presidente da Sobratt (Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades). É preciso garantir, antes de tudo, um processo de comunicação eficaz entre você e a empresa. A dica do especialista é estar constantemente em contato com seus colegas e gestores. “Não espere que os outros procurem você, busque ser pró-ativo na interação com os demais”. diz Carneiro. Para que esse canal de diálogo esteja sempre disponível, é fundamental investir em equipamentos confiáveis e em uma boa conexão de internet.

4. 3. Seja o seu próprio “técnico de informática”

size_960_16_9_cabos-internet

 

Entender o básico de informática é importante para que o trabalho remoto funcione, diz Brik. Isso porque, ao contrário do escritório, a sua casa não terá um analista de TI à disposição para resolver eventuais problemas com a sua máquina. Por essa razão, o conselho do especialista é buscar conhecimentos básicos sobre as principais funções do seu computador, caso você já não os tenha. “Você precisa saber como solucionar pelo menos as questões mais básicas”, afirma ele.

5. 4. Organize sua rotina em blocos concentrados de trabalho

size_960_16_9_relogios1

 

Um dos maiores desafios do trabalho em casa é a imensa oferta de distrações. Um método muito usado para combater essa tendência à dispersão é a organização das atividades em segmentos de uma ou duas horas, nos quais o profissional se compromete a eliminar todas as interferências externas. “Quando está num bloco concentrado de trabalho, você desliga tudo, e-mail, rede social, às vezes até o telefone”, explica André Brik, especialista em trabalho remoto. “É inacreditável como esse método faz com que você produza muito mais em pouco tempo”. A vantagem de estar em casa é que fica mais fácil se desconectar de certos aparelhos. Não dá para desligar o telefone da sua mesa no escritório, por exemplo.

6. 5. Demarque o seu “território” dentro de casa

size_960_16_9_size_810_16_9_planeje_sua_saida_-_ignatiev

 

Por mais que se converse com familiares e outras pessoas que moram com você,  muitas vezes é difícil conseguir paz e silêncio para trabalhar em casa. Uma estratégia para evitar interrupções indesejadas é delimitar um espaço dentro da casa que será o seu “território” – um local onde não vão incomodar você e nem mexer nas suas coisas. O ideal é que seja um cômodo fechado por uma porta. Se isso for impossível, diz Brik, que seja pelo menos um “canto” seu, destinado exclusivamente ao home office. O ideal é que o local seja o mais afastado possível das áreas mais movimentadas da casa.

7. 6. Evite trajes desleixados

size_960_16_9_relaxado-deitado-com-meias

 

Quando o assunto é conforto, não há dúvida de que o ambiente doméstico é muito mais convidativo do que o escritório. Mas isso não pode autorizar um relaxamento exagerado do profissional em home office, diz Carneiro. Passar o dia de pijama, por exemplo, pode ser muito nocivo para a sua produtividade. Não é necessário trabalhar de terno e gravata, mas é importante estar vestido de forma minimamente séria e profissional – para o bem do seu próprio psicológico. “Você precisa sentir que está trabalhando, e as suas roupas devem refletir isso”, afirma o especialista.

8. 7. Tenha móveis ergonômicos

size_960_16_9_escritorio

 

Longe do olhar de colegas e chefes, você talvez não resista à tentação de trabalhar deitado no sofá ou na cama. Ficar em uma postura como essa pode parecer confortável a princípio, mas a longo prazo pode causar perda de concentração, dores e até lesões. É melhor buscar uma postura de trabalho adequada e investir em um mobiliário funcional e ergonômico. Segundo Brik, uma vantagem de se trabalhar em casa é a possibilidade de escolher a cadeira mais adequada para você. “No escritório, você não pode simplesmente comprar outros móveis, precisa usar os oferecidos pela empresa”, explica. “Já que você tem essa possibilidade em casa, vale a pena investir em uma estação de trabalho de qualidade”.

9. 8. Invista em um ambiente doméstico funcional

size_960_16_9_lava-loucas

 

Ter uma casa bem equipada é importante para não perder tempo com afazeres domésticos durante o expediente, destaca Brik. Essa orientação é útil especialmente para quem faz home office com uma certa frequência. “Vale a pena investir em alguns eletrodomésticos que facilitam a rotina em casa, como lava-louças, cafeteira automática e outros eletrodomésticos”, afirma o especialista. “Pode parecer bobagem, mas isso trará uma economia de tempo valiosa para a sua rotina”.

10. 9. Planeje a sua alimentação

size_960_16_9_prato-com-arroz-feijao-ovo-batata-frita-e-carne

 

Outro detalhe sutil que traz grande impacto para a produtividade de home office, na opinião de Brik, é planejar com antecedência as suas refeições da semana – uma preocupação que dificilmente existe para quem trabalha no prédio da empresa e sai todos os dias para almoçar com os colegas no refeitório corporativo ou em restaurantes por quilo. “Em casa, você tem muito mais alternativas para o almoço, inclusive cozinhar você mesmo”, diz ele. Para evitar perda de tempo decidindo qual será a sua refeição, a dica é estabelecer um cardápio fixo que se repita toda semana. “Você já faz as compras de supermercado com antecedência para ter aqueles ingredientes determinados em cada dia, e não precisar ‘inventar’ nada na hora”, explica Brik.

11. 10. Faça um pacto com a sua família

size_960_16_9_thinkstockphotos-494128234

 

Carneiro diz que uma das maiores dificuldades do home office é contar com a compreensão dos outros moradores da casa. Por isso, é fundamental explicar aos demais que a sua presença em casa não significa disponibilidade total. É preciso haver um pacto, diz ele. A orientação vale inclusive para quem tem filhos pequenos. “É mais difícil convencer a criança, mas é perfeitamente possível, especialmente se você explica cuidadosamente as regras ou transforma a situação em um jogo, por exemplo”, sugere Brik.

12. Por falar em trabalho remoto…

size_960_16_9_home-office1

FONTE: EXAME

Deixe uma resposta

Open chat